sexta-feira, 4 de julho de 2008

Juventude Na Política


Hoje muitos querem distancia da politica, mas não percebem que a única forma de você mudar a realidade de seu Bairro, Cidade, Estado ou País é pela participação na politica...

Politica não é simplesmente estar nas Prefeitura ou nos Parlamentos, politica é mudar a Sociedade, pensar localmente para mudar universalmente! Organizar aquela galera da Escola para ter um Grêmio Estudantil e lutar por melhor educação! É estar na associação de seu bairro para gritar para as autoridades que você quer mais saúde e educação!

É fato que nossas figuras do Congresso muitas vezes nos decepcionam, por isso é importante prezar por conhecer sua biografia e seu trabalho antes de votar e vou mais além, é bem melhor votar na renovação, candidato que ainda não foram eleitos...

Um fator interessante é que nessas eleições o numero de eleitores jovens e enorme, chega a ser um terço do eleitorado, mas o numero de a candidatos jovens é minimo, menos de 5% de todos os candidatos, por isso para mudar toda essa “farra do boi” na politica é necessária a participação em massa da Juventude... Eu sou suspeito de falar sobre isso pois afinal participo da politica desde meus 14 anos...

Se queremos mudança temos que começar a mudar nós mesmos, temos que começar a a participar ao máximo de Movimentos, Associações, Grêmios Estudantis e etc, para podermos radicalizar nossa Democracia e mostrar que a Juventude é dona de seu próprio nariz!!!

Somos rebeldes contra esse sistema autoritário e preconceituoso, queremos encher as ruas com nossa indignação, gritar que é normal ser diferente e que principalmente a Nação nos pertence!!!



*****Artigo de Marcello Barbosa

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta quinta-feira (3) que a União deverá contribuir com cerca de R$ 6 bilhões até 2010 para garantir o pagamento do piso nacional do magistério, R$ 950,00. O montante, segundo o ministro, será pago com recursos do Fundeb (Fundo da Educação Básica) e irá garantir que estados e municípios com receita incompatível ao novo piso cumpram com o valor nacional. O projeto que estabelece o piso foi entregue ao presidente Lula na tarde de ontem pelo ministro da Educação, senadores, deputados e representantes dos sindicatos dos professores. O texto deverá ser sancionado na próxima semana, após viagem do presidente Lula à Ásia.


“Nós estamos, por determinação da Constituição, aportando cada vez mais recursos para a educação básica. E foram estudos baseados no Fundeb que deram segurança ao Congresso Nacional de fixar um piso nesse patamar. A complementação da União é a garantia de sustentabilidade do piso”, defendeu Haddad. O texto final do piso, enviado pelo executivo ao Congresso, foi aprovado pelo Senado nesta quarta-feira (2).


O piso nacional vale para professores ativos – professores, diretores e coordenadores pedagógicos – com carga de 40 horas semanais, sendo um terço de atividades extraclasse. Os aposentados também serão beneficiados. Segundo estimativas do Ministério da Educação, pelo menos 40% dos professores em início de carreira, cerca de 800 mil profissionais, recebem menos do que R$ 950. Haddad espera que o novo teto atraia mais profissionais para a carreira de professor.


O deputado Gilmar Machado (PT-MG), titular da Comissão de Educação da Câmara, participou do ato de entrega do texto final do piso ao presidente Lula. "A conclusão desta matéria pelo Legislativo é um grande passo, já que a valorização dos profissionais em educação interfere diretamente na melhoria da qualidade do ensino público brasileiro", reforçou.


O deputado Carlos Abicalil (PT-MT), que também esteve no Palácio do Planalto para entregar o texto ao presidente Lula, reafirmou que o projeto representa um resgate histórico de uma previsão que vem da primeira Constituição do Império, em 1827. "Está é uma dívida do Estado brasileiro com os professores. A primeira Constituição do Império já previa o salário mínimo do magistério de educação primária e que nunca foi regulamentado pelo Poder Central. Portanto, certamente esta é uma excelente iniciativa de resposta do governo Lula", destacou.


A deputada Fátima Bezerra (PT-RN), professora e militante na defesa da categoria, lembrou que a matéria já deveria ter sido aprovada desde o ano passado. "O texto que aprovamos do Fundeb previa a efetiva implantação do piso no mês de agosto de 2007. Foi adiado para dezembro, depois para abril deste ano e, finalmente, agora foi aprovado", comemorou. Fátima foi relatora do Fundeb na Câmara.




*****FONTE: Agência Informes (www.ptnacamara.org.br)

Nota de Apoio a Greve do Professorado Paulista


A anos o Governo do Estado de São Paulo vem desmontando a Educação, porém nestes últimos meses a situação piora muito mais, com os posicionamento do atual Governador José serra (PSDB), pois nesses últimos meses fica clara a posição autoritária, perseguidora e descriminadora deste Governo.

O Atual (Des) Governo demonstra a total falta de respeito com os Professores e com os estudantes. Para José Serra e sua Secretária de Educação Prof. Maria Helena, a educação no estado esta ruim por dois motivos: Primeiro por quê os professores são vagabundos e incompetentes e segundo porque os estudantes são desinteressados e baderneiros. A Nova proposta do estado de São Paulo é que nossas escolas sejam espaços de lousa, giz e saliva, onde o estudante não pode sair para um evento cultural, muito menos interagir fora da Escola... O Governo quer Aluno sentado na cedeira copiando matéria e professor falando... Lembro que o mesmo Estado quer ensinar o Professor a dar aula com uma cartilha, para o Estado, todos os professores são incompetentes...

Vale lembrar que o atual Governador, é culpado pelo menor investimento na educação do Estado, culpado pelas salas de aula super – lotadas, culpado pelo arrocho salarial e culpado pela falta de infra estrutura nas escolas...

Vale lembrar que o Governador de São Paulo, teve a coragem de atribuir a má qualidade do ensino aos migrantes do nordeste e as antigas gestões do Governo do Estado que na Época ele tanto defendeu, afinal nos últimos 12 anos só a praga do PSDB governou este Estado...

Vale Lembrar que o Governador de São Paulo e sua Secretária prezam plea progressão continuada, que induz o estudante a passar de ano sem saber se quer o básico, pois para eles estudante aprendendo em sala de aula significa gastos inúteis...

Enfim o Governo do Estado de São Paulo, representa o que tem de mais podre na classe politica e na burguesia do País, preza por privatizar tudo e sucatear a educação e principalmente governa para os poucos milionários de São Paulo...

Por isso apoio a Greve Geral dos Professores do Estado de São Paulo, como um Levante libertário do Povo Paulista, dos Professores e Estudantes, não devemos deixar que José Serra continue este Projeto Neo – Liberal de destruição do Estado de São Paulo, se ele acha que as tropas nos intimidam vamos fechar ruas e faze-lo perder os últimos cabelos que lhe restam!!!

Negação dos Partidos: Cair em um Golpe Anti Democrático


Hoje dentro da politica existe dois movimentos diferentes: Um que prega a falsa idéia que todo Partido é igual e outro que prega que cada Partido tem sua identidade..

É fato que quando algum politico ou Liderança de certo grupo diz isso, com certeza ele tem péssimas intenções, que é o enfraquecimento de nossa democracia partidária para criar um Personalismo ditatorial disfarçado de um Líder do povão...

Negar que cada Partido tem sua importância e sua característica politica é negar que exista politica no país e que tudo é construído por uma única mente brilhante e limitada, negar a diferença entre partidos é esquecer que durante anos muitas pessoas se esforçaram para criar um Plano de uma nova sociedade brasileira... Não quero entrar no mérito ode defender esquerda ou direita, quero debater a diferença e o valor de cada partido com respeito a cada projeto, socialista ou neo – liberal...

Hoje muitas Lideranças oportunistas se unem em coro para dizerem que todo Partido é igual ou que tudo é apenas siglas, desrespeitando toda uma construção que muitas vezes chega a 30 anos, sendo pautada pela união de idéias, para que quando finalmente cheguem ao governo tudo possa ser implantado, esse discurso de que todo partido é igual tem a sombra da Ditadura e da perseguição... Primeiro dizem que todo Partido é igual, depois dizem que o Povo está despreparado para a democracia em seguida impõe um golpe e para selar a morte da democracia fazem como no golpe de 64 criam dois Partidos para deixar toda a sociedade confusa e presa...

No fundo quem nega a importância dos Partidos Políticos têm um Projeto Personalista e maquiavélico de tomar e se manter no Poder a qualquer custo e o Partido acaba atrapalhando este Projeto, pois lembro que o Partido Politico é uma construção de diversas pessoas para um modelo de sociedade.

É fato que o Partido é feito de pessoas, mas diferente do que pregam os membros do “Movimento Partido Tudo Igual”, todas essas pessoas seguem um Ideal comum, mas esses críticos sem noção ao sistema partidário brasileiro, não percebem que com seu projeto personalista o Brasil só tem a perder com idéias medíocres e sem base real, sem contar que muitas vezes são movidos por um glamour carguista sem igual.

Um exemplo disso são Políticos que mudaram de Partido sem nenhuma explicação lógica (Itaquaquecetuba tem caso de Vereador que mudou de Partido 05 Vezes em menos de 04 anos!), simplesmente não têm compromisso com a população que os elegeu, enfim Dizer que os Partidos são todos iguais é um desrespeito a democracia brasileira que foi conquistada ao custo de muitas vidas, e criar espaço para novos Ditadores malucos!

Bendito seja o TSE é declarar que o mandato é do Partido e não do Iluminado Eleito!



*****Artigo de Marcello Barbosa
Ocorreu um erro neste gadget

Simplicidade é Tudo...

Simplicidade é Tudo...
A Complexidade é Simples...