sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Resultado do Enem!!


Galera, já está no ar o Resultado do ENEM

Veja o Resultado do ENEM:


Tire suas Dúvidas:

Zarattini Propõe Bilhete Único Metropolitano à Lula

Zarattini propõe à Lula barateamento das tarifas de transporte e Bilhete Único Metropolitano
.
No momento da sanção presidencial da Lei 12.212, da Tarifa Social de Energia Elétrica, o Deputado Carlos Zarattini propôs ao Presidente Lula medidas no sentido do barateamento das tarifas de transporte nas grandes cidades e regiões metropolitanas. Essas medidas são urgentes por conta dos recentes aumentos de tarifas em práticamente todas as cidades.
.
O impacto é violento no bolso do trabalhador e basta ver o salto nos indicadores de inflação no mês de janeiro que já está chegando em 1%. Zarattini informou ao Presidente que já foi aprovado na Câmara dos Deputados o Projeto do Bilhete Único Metropolitano que propõe a adoção desse tipo de cobrança já implantado em São Paulo, Campinas, Fortaleza, Brasília, entre muitas cidades, e aprovado pela população, além da revisão do valor das tarifas e a redução dos impostos cobrados no transporte.
.
O Presidente se mostrou preocupado com a situação e afirmou que irá estudar o assunto levando em conta que é necessário um esforço conjunto do Governo Federal, dos Estados e Municípios, além de se discutir os lucros das empresas de transporte.
.
.
*****FONTE: http://zarapttrabalhando.ning.com

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Artigo: "Um Mar de Gente"


Um mar de gente

Ontem, dia 26 de janeiro, as 18h30, na estação Brás da CPTM em São Paulo, foi um dia com muito alagamento... A Estação ficou alagada... De gente...

Foi mais uma amostra do que o Governo do Estado de São Paulo (não) Vem fazendo pela População, enquanto nas propagandas, vemos estações limpas, vazias, trens espaçosos, e segurança, na realidade temos trens reformados, que não suportam a demanda de passageiros, ontem era possível ver as Plataformas com destino a Calmon Viana e Guainases, lotadas, de um ponto ao outro, as pessoas apertadas, ultrapassando a tão famosa faixa amarela, que em tese garantiria nossa segurança.

Era possível ver mulheres grávidas sendo empurradas pela multidão, crianças quase sendo pisoteadas, idosos aflitos sem ter o que fazer, e ainda por cima, quando você olhava ao seu redor, via apenas duas coisas: uma multidão de pessoas e muita propaganda do Governo Estadual.

A pergunta que não quer calar: Por que o Governo Paulista está gastando R$ 296 mil em um Minuto de Propaganda na Rede Globo? Por que o Governo Paulista gasta 30 milhões de reais em Propaganda da CPTM? Não seria melhor investir esse dinheiro na Infra-estrutura das Estações? No aumento dos trens nas linhas?

Infelizmente, os Mandatários de São Paulo, o Governador de São Paulo e seus Secretários não andam de trem, não são operários, que trabalham durante o dia inteiro, gastam mais de um terço de seus salários no transporte público, não são grávidas ou crianças que são esmagados nos tumultos da CPTM, muito menos jovens operários, que saem do trabalho cansados e ainda têm que se preocupar se vão conseguir chegar a tempo na sua Escola ou Universidade.

Enfim, este é o (Des) Governo de São Paulo, Desrespeitando você!

*****Escrito Por
Marcello Barbosa, Secretário Municipal da Juventude do PT de Itaquaquecetuba e Coordenador de Finanças da JPT do Alto Tietê.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Lula é modelo de estadista,diz Presidente do Fórum Econômico Mundial

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá na próxima sexta-feira (29) o prêmio especial de "estadista global", criado pelo Fórum Econômico Mundial de Davos (WEF) para sua 40ª edição.
Segundo Klaus Schwab, fundador do fórum, Lula é um "modelo de estadista global". Ao analisar a escolha do chefe de Estado brasileiro, o professor considerou que Lula "mostrou um verdadeiro compromisso com todos os setores da sociedade". "Esse compromisso foi mantido com um crescimento econômico integrador e justiça social", afirmou Schwab.

O ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan entregará o prêmio, em nome do conselho diretor da fundação Fórum Econômico Mundial, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A elite mundial se reúne a partir de quarta-feira em Davos em torno de temas como a reconstrução do devastado Haiti, a reforma do setor financeiro e a ameaçadora crise social que surge após a recessão como grandes eixos.

Para Lula, no último ano de seu segundo mandato, será a última visita como chefe de Estado brasileiro a Davos, onde chegou pela primeira vez em 2003, quando a elite que hoje o celebra pelo êxito econômico do País o encarava com desconfiança e suspeita por seu passado sindical.
*****FONTE: Portal Terra

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Lula Sanciona Tarifa Social de Energia Elétrica!

Sancionada Lei Que Amplia Beneficiários da Tarifa Social de Energia

A nova Lei da Tarifa Social de Energia Elétrica (Lei 12.212/10), sancionada ontem, adota a renda do consumidor como principal critério para concessão do benefício. Aprovada na Câmara em 16 de dezembro, a lei estende o benefício às famílias mais pobres e poderá beneficiar 22,5 milhões de famílias com renda de até 3 salários mínimos.

O relator da proposta, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), comemorou a entrada em vigor da lei e ressaltou que é uma grande vitória o Congresso ter produzido essa medida. "Isso demonstra que a Câmara é capaz de iniciar e aprovar propostas de grande impacto na sociedade", disse. Zarattini também ressaltou que os consumidores não vão ter aumento na conta para arcar com os recursos da tarifa social. Esses recursos já são arrecadados com a Contribuição para o Desenvolvimento de Energia (CDE), que é direcionada para a tarifa social e para os beneficiários do programa Luz para Todos. "Como o programa Luz para Todos terá suas despesas reduzidas, esse recurso será usado para ampliar os benefícios daqueles que têm menor renda e que terão direito à tarifa social", explicou. Durante a reunião para sanção da lei, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, destacaram a adoção do critério de renda.

Ao mesmo tempo em que amplia o benefício às famílias mais pobres, a lei cortará o subsídio de consumidores que têm baixo consumo apesar de terem condições para pagar, como moradores de flats e donos de casas de veraneio. Atualmente, 14 milhões de beneficiários são incluídos automaticamente na tarifa social porque consomem menos de 80 kilowatts hora de energia por mês. (Agência Câmara)

Veja Matéria na Íntegra: http://migre.me/hjt2


*Fonte: Agência Câmara

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

São Paulo Debaixo d'Água... Desgoverno Serra


Vejam no Blog "O Falcão Peregrino" e Veja Matéria Completa Sobre as Chuvas em São Paulo:

http://ofalcaoperegrino.blogspot.com/2010/01/ruas-alagam-e-rios-transbordam-com.html


terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Zarattini no Blog da Dilma!!!

Companheirada,

Segue a entrevista do Dep. Zarattini no Blog da Dilma, onde ele cita sua trajetória iniciada no Movimento Estudantil Secundarista, sua atuação sindical e parlamentar, além de importantes Projetos de sua autoria, como a Tarifa Social de Energia Elétrica, a Universidade da Região Sul (UFSUL) e faz uma análise sobre o Governo Lula.

Vale Apena Ler!

Zarattini no Blog da Dilma

http://dilma13.blogspot.com/2010/01/entrevista-deputado-carlos-zarattini-pt_19.html


quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Egoísmo Gera Solidão e Atrasa Suas Metas

Só em falar no assunto, a polêmica paira no ar: quem é egoísta tem dificuldade em admitir ou prefere ficar calado, com medo das críticas. E quem se opõe a esse tipo de comportamento não perde a chance de criticá-lo. "Há uma idéia de que o egoísta sempre age em benefício próprio, mesmo que isso possa prejudicar alguém", afirma o psiquiatra Geraldo Possendoro, especialista em medicina comportamental. "Portanto, quem critica uma pessoa egoísta também está agindo em causa própria, com receio de que venha a sofrer os efeitos do egoísmo do outro".

Os especialistas ainda não sabem dizer se pensar demais em si mesmo é uma característica natural dos seres humanos ou um hábito que aparece com o tempo, conforme as experiências vividas. "Sabemos que as crianças são egoístas e dependem disso para afirmar suas vontades. Mas faz parte da passagem à idade adulta o abandono deste modelo", explica o médico. Com as responsabilidades crescendo, o individualismo tende a surgir, ou seja, um comportamento em que é preciso satisfazer suas necessidades, mas sem abrir mão de pensar nas outras pessoas.

Egoísta ou egocêntrico?
As palavras são parecidas, mas o uso delas refere-se a perfis bem distintos. "Uma pessoa egocêntrica não olha para os lados, ela não quer saber como os outros estão se sentindo. O mundo inteiro precisa se adaptar aos interesses do egocêntrico", afirma o psiquiatra. Já o egoísta, segundo ele está preocupado em tirar o melhor proveito da situação conforme ela se apresenta.

Na prática, a diferença aparece de forma bem simples. "O egoísta aceita ir ao cinema, mesmo detestando o filme, desde que o melhor lugar esteja reservado para ele. Já o egocêntrico só combina programas que ele aprove, jamais admitindo alguma contrariedade, por menor que seja ela", exemplifica a psicóloga Carmem da Nóbrega, de Campinas.

Lidar com gente assim não é moleza e, na maioria das vezes, a solidão acaba sendo a única companhia de quem, simplesmente, não se ocupa com o outro. "Tenho um grupo de amigos que sempre sai junto. Nós somos parecidos, então é difícil ter confusão na hora de decidir o que fazer", afirma a secretaria Magali Novaes. "Mas arrumei um namorado que me levou a brigar com meus amigos, porque tudo tinha de ser do jeito dele. Até que nem eu aguentei mais e acabamos nos separando".

Esse tipo de choque, na maioria das vezes, tem resultados extremos: contribui para o que o egoísta repense sua forma de agir ou agrava ainda mais o isolamento desse tipo de pessoa. "O ideal, nesses casos, é mostrar que a colaboração é positiva, que todos ganhamos ao permitir que o outro expresse seus desejos", diz a psicóloga.

O problema é que existe muito mal entendido entre estar disposto a entender outras pessoas e ceder a vontades que não são suas. "E não é isso: quando você decide ouvir quem está por perto, há muito mais chances de resolver os impasses da rotina de forma criativa. O egoísta perde muitas oportunidades ao deixar de ar ouvidos ao outro, com medo de que seus objetivos estarão sob ameaça", diz o especialista da Unifesp.

Lado bom
Camila Moura, hoje estudante de arquitetura e estagiária de uma empresa de construção, precisou ter sangue frio e bancar o egoísmo em nome de um sonho. "Via minha família passar dificuldades financeiras durante o ano inteiro, mas não podia ajudar. Eu tinha que usar meu dinheiro para pagar a matrícula da faculdade. Hoje ganho bem e posso dar uma vida confortável a eles", conta ela.

Só é preciso ficar de olho nas situações em que o seu comportamento começa a atrapalhar o convívio social, afastando as amizades e dificultando o relacionamento. "Além de não se preocupar com o outro, casos extremos de egoísmo são marcados pelo prazer em fazer escolhas que vão magoar o outro", explica o psiquiatra.

Egoísmo patológico
Veja os sinais de que o problema precisa de tratamento especializado, com um psicólogo ou com um psiquiatra

Dificuldade de relacionamento: no trabalho, em casa ou com os amigos, há sempre uma briga na hora de fazer escolhas e o que deveria ser uma experiência agradável termina em conflito. "É normal discordar dos outros de vez em quando. Mas vale analisar se você só está satisfeito quando tudo está a seu favor", afirma Carmem.

Falta de interesse nas atividades que outras pessoas sugerem: se tudo não está do seu jeito, melhor desistir. "Pessoas egoístas não conseguem se envolver em atividades que tragam mais benefício ao outro do que a elas próprias", afirma a psicóloga.

Solidão: uma pessoa egoísta, raramente, tem um grande círculo social. Os amigos inventam desculpas para se afastar dele e a família não faz questão de tê-lo por perto. No trabalho, há problemas para desenvolver projetos em equipe.

*****FONTE: Portal Yahoo Beleza e Saúde

Governo Lula Leva Banda Larga Para 43.193 Escolas em 2009

Teles levaram banda larga para 43.193 escolas em 2009

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) recebeu nesta terça-feira, 12/01, representantes da Casa Civil, dos ministérios da Educação, das Comunicações e do Planejamento e das concessionárias de telefonia fixa para reunião sobre o cumprimento das metas relacionadas à instalação de backhaul nos municípios e de banda larga nas escolas públicas urbanas.

De acordo com dados apresentados durante a reunião e divulgados pela Assessoria da Agência reguladora, todas as empresas informaram que cumpriram as metas de instalação de backhaul (infraestrutura de rede de serviços de telecomunicações) previstas para dezembro de 2009, a serem fiscalizadas pela Anatel.

Dessa forma, 2.772 municípios (20 a mais do que o previsto) passaram a contar com o benefício. Dos 5.564 municípios brasileiros, apenas 2.125 possuíam estrutura de banda larga em abril de 2008, quando da publicação do Decreto 6.424, de 7 de abril de 2008.

A Oi atendeu, até o último 31 de dezembro, 2.184 dos 2.730 municípios sob sua responsabilidade na Região I do Plano Geral de Outorgas (área da Oi) e 362 do 452 da Região II (área da Brasil Telecom). E a Telefônica chegou com a infraestrutura a 226 dos 257 cidades a que está obrigada. CTBC e Sercomtel já disponibilizavam banda larga em toda sua área de atuação, por isso não têm metas a cumprir.

O Decreto 6.424 alterou o Plano Geral de Metas para a Universalização (PGMU) do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC), estabelecendo a substituição dos Postos de Serviços de Telecomunicações (PSTs) urbanos por backhaul. As concessionárias de telefonia fixa têm, portanto, a obrigação de levar a rede de banda larga até a sede de todos os municípios brasileiros até dezembro deste ano.

Em 2009, a Telefônica chegou a 2.333 instituições de ensino, a CTBC, a 232, a Sercomtel, a 82, e a Oi, a 22.684, sendo 16.536 referentes à Região I e 6.148, à Região II. Excetuados os casos que envolvem negociações com governos locais, todas as obrigações referentes a 2008 e 2009 foram cumpridas. Ao todo, 43.193 escolas foram conectadas à internet em banda larga até 31 de dezembro. No acordo

O Projeto Banda Larga nas Escolas Públicas Urbanas é resultado de um trabalho conjunto dos ministérios da Educação, das Comunicações, Planejamento, Casa Civil da Presidência da República e Anatel com o objetivo de levar, gratuitamente, acessos em banda larga às escolas públicas de ensino fundamental, médio e superior.

*****FONTE: http://www.convergenciadigital.com.br

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

O Brasil de Luto

Zilda Arns está entre as vítimas do terremoto do Haiti

A médica Zilda Arns está entre as vítimas do terremoto do Haiti. A informação foi confirmada hoje pelo gabinete do senador Flávio Arns (PSDB-PR), que é sobrinho de Zilda. Segundo informações da assessoria do parlamentar, Zilda Arns estava em missão humanitária no Haiti e, no momento do terremoto, estava andando nas ruas com um sargento do Exército e morreu nos escombros. O senador está indo para o Haiti, junto no avião da delegação brasileira, chefiada pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim.

Médica pediatra e sanitarista Zilda Arns é a fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança. Irmã do cardeal-arcebispo emérito de São Paulo, d. Paulo Evaristo Arns, ela nasceu em Santa Catarina, em 1934. Dedicou sua vida a trabalhos de solidariedade, apostando na educação como ferramenta para combate a doenças infantis e à desnutrição. Em 1983, a pedido do irmão, inciou os trabalhos da Pastoral da Criança, uma entidade que tem o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e atua em 27 países.

Um dos principais projetos que Zilda coordenava era o de Alimentação Enriquecida, que consistia em educar as populações carentes sobre meios de enriquecer a alimentação do dia a dia com alimentos disponíveis na região. Além da Pastoral da criança, Zilda Arns também estava envolvida na coordenação da Pastoral da Pessoa Idosa, e participava como representante da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no Conselho Nacional da Saúde e no Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

Sua atuação rendeu diversos prêmios e homenagens no Brasil e no mundo, entre eles a comenda da Ordem do Rio Branco (2001), Prêmio de Direitos Humanos (2000), Personalidade Brasileira de Destaque no Trabalho em Prol da Saúde da Criança (conferido em 1998 pela Unicef), Heroína da Saúde Pública das Américas (conferido pela Organização Pan-Americana de Saúde em 2002), o prêmio Woodrow Wilson (2007), além de ter recebido o título de doutor honoris causa em cinco universidades. Em 2001, a Pastoral da Criança brasileira concorreu ao Prêmio Nobel da Paz, conferido ao então secretário-geral da ONU, Kofi Annan.

*****FONTE: http://br.noticias.yahoo.com/s/13012010/25/manchetes-zilda-arns-vitimas-terremoto-haiti.html

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Ou Mudamos o Mundo, ou Ele Nos Mudará!

AVALIAÇÃO INTERNA, DESPEDIDA E PERSPECTIVAS.
OU MUDAMOS O MUNDO, OU ELE NOS MUDARÁ.

OBS: Escrevi Essas Coisas Com Vontade de Quero Mais!
Passado o 38º Congresso da UBES, cada militante mudancista deve fazer uma avaliação profunda de todo o processo de construção nacional desse Congresso, do processo de seu respectivo estado e principalmente avaliar como estamos em nossas cidades e em cada escola.
Não queremos aqui fazer uma avaliação apenas do Congresso da UBES, mas também do nosso Movimento, da nossa organização, queremos enfim, avaliar a atuação da Mudança Secunda. E viemos, através dessa carta, avaliar a atuação mudancista na UBES, desde que decidimos nos reorganizar, decidimos que a Mudança voltaria a existir no Movimento Secundarista.
É bom ressaltar que começamos a nos organizar de fato em dezembro de 2008 durante o Conselho de Entidades Gerais da UBES, que teve caráter estatutário e ocorreu em Guarulhos e estiveram presentes militantes mudancistas de São Paulo e de Minas Gerais. Saímos daquele espaço com mais acúmulo e com muita vontade de nos reorganizar de fato. Passamos os meses de Janeiro e Fevereiro fazendo nosso debate interno de organização, que culminou com nosso I Seminário Nacional da Mudança Secundarista, que ocorreu em Belém do Pará durante o Fórum Social Mundial. Conseguimos reunir estudantes de Minas Gerais, de São Paulo, do Amapá e do Pará. Repensamos nossa forma de organização, definimos nossas bandeiras prioritárias, acumulamos vários debates importantes para a Educação e para o Movimento Estudantil. Provamos que a Mudança Secundarista estava voltando a se organizar com força total.
Terminado o nosso Seminário, saímos do Fórum Social Mundial, com uma pauta política a se construir nos estados. Nesse semestre, assumimos de fato a direção da UBES e conseguimos construir luta e cada vez mais, agregar militantes, que acreditavam na Mudança! Participamos do Congresso da AMES do Rio de Janeiro, da UMES de Belém do Pará, construímos a UMES de Tailândia através do voto direto e conseguimos intervir na maioria das entidades estaduais. Foi um semestre de muito crescimento de base, de muito movimento! Durante o Congresso da UNE, realizamos o I Congresso Nacional da Mudança Secunda. Estavam presentes mais de 10 estados, demonstrando nosso crescimento político e numérico. Nesse Congresso avançamos muito politicamente e começamos nosso debate de tática também, lembrando que neste período começou um certo esvaziamento de algumas forças políticas, das atividades nacionais e regionais. Saímos do nosso I Congresso com dois focos: construir uma UBES democrática, militante, que chegue cada vez mais aos estudantes e organizar a Mudança.
Na construção da UBES, tivemos papel destacado em todos os momentos da gestão, vale ressaltar que durante o segundo semestre da gestão apenas três forças se fizeram realmente presentes que foi a Mudança, a UJS e o PCR. Nos destacamos durante esses 10 meses de atuação, dando cara a Mudança Secunda e também, intervindo em todos os espaços de atuação da UBES. Ressaltamos principalmente a organização dos debates do Dia Internacional da Mulher, em que pela primeira vez, a UBES construiu o ato que acontece todos os anos na Avenida Paulista, sendo uma mudancista a representar a entidade no carro de som. Na participação da Conferência Latino Americana de Educação, que ocorreu no Equador e mais uma vez, demonstrando que estávamos na linha de frente da UBES, quem representou a nossa entidade foi uma diretora da UJS e outra da Mudança, ressaltando que quem deu o tom do debate foi o Brasil. Na Blitz pela Reserva de Vagas, em que paramos o Senado e nos reunimos com o Sarney, mais uma vez, na reunião com o Presidente do Senado, estavam presentes apenas a Mudança, a UJS e o MR8. No Conselho de Entidades Gerais da UBES, no qual éramos, numericamente, a terceira força, demonstrando mais uma vez nossa presença em entidades por todo o Brasil, que constroem lutas diárias, no cotidiano do estudante, não apenas durante o Congresso. Apresentamos e aprovamos as moções em defesa Legalização do Aborto (que a UBES não tinha posicionamento) , de Congressos Sustentáveis, Educação Ambiental nas escolas e o Combate as Opressões nas escolas e no Movimento Estudantil.
Pós CONEG, quando começou a construção do Congresso da UBES, éramos junto com UJS e UJR presentes no dia-dia da organização do Congresso. Aproveitamos, inclusive para frisar e agradecer a atuação do companheiro universitário César Buono, que acompanhava diariamente a CNECO, intervindo pela Mudança e ajudando na nossa organização nacional.
Crescemos muito e hoje existimos no Acre, no Amapá, na Bahia, no Ceará, Distrito Federal, em Goiás, em Minas Gerais, no Pará, na Paraíba, em São Paulo, no Paraná, no Pernambuco, no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Sul e no Rio Grande do Norte. Conseguimos nesses estados construir bases reais de entidades municipais e grêmios estudantis, além de estarmos presentes em diversas entidades estaduais e em sua maioria como segunda ou terceira força política, com espaços estratégicos. Além disso, conseguimos ter um acúmulo político muito bom, em diversos temas, com destaque para Educação, Mulheres, Combate ao Racismo, Meio Ambiente e PPJ.
Podemos avaliar que conseguimos manter uma política mínima de comunicação, através da nossa lista, que ocorreram debates muitas vezes contínuos, além dos informes diários, que garantiram nossa democracia interna. Construímos o nosso Blog, para dialogar com cada vez mais estudantes, que já ultrapassou 6 mil acessos em apenas 10 meses. Além disso, podemos afirmar que hoje a Mudança atua com democracia interna real, pois em todos os momentos de divergência política, a Militância Mudancista pôde se expressar e decidir como atuaríamos nos mais diferenciados espaços.
A gestão que passou, representou o ressurgimento da Mudança Secundarista e muito mais deve ser feito. A nova gestão terá muitos desafios colocados, enfrentará uma difícil eleição presidencial e terá a tarefa de consolidar o crescimento mudancista da última gestão. O primeiro desafio já está colocado, construir a Jornada de Lutas de Março, que devemos construir, ser linha de frente desse processo, porque além de fazer movimento, as jornadas são um importante espaço para dialogar com muitos estudantes, passar em muitas salas de aulas e apresentá-los a Mudança! Essas Jornadas podem e devem representar bem a nossa volta, pois nas principais capitais estivemos presentes e protagonistas logo que assumimos a gestão e foram fundamentais para todo o processo de construção da UBES!
A UBES hoje, tem mais a cara da Mudança e o Congresso de Belo Horizonte só comprovou o que já sabíamos há muito tempo: esse modelo de eleição congressual já está esgotado, um Congresso com menos de mil delegados não representa 55 milhões de secundaristas, ainda mais em um processo que abre margem para muitas eleiçõesilegítimos. Um Congresso da UBES com menos de mil estudantes não representa a base do Movimento Estudantil, não representa o estudante que está fora da rede do Movimento, além do quê, muitos estudantes, eleitos em suas escolas, ficaram para trás em seus estados por não conseguirem chegar ao Congresso da UBES, privilegiando o poder financeiro e não a base real do Movimento Secudarista.
Enfim, para o próximo período devemos ter um foco principal: nossa organização interna, com divisão de tarefas, para que possamos ampliar nossas lutas regionais e nossa atuação na UBES. Devemos dividir ao máximo essas tarefas, devemos ter responsáveis diretos pela nossa organização, comunicação, finanças e formação política, e que isso venha a se refletir nos Estados.
Cabe a cada um de nós, militantes mudancistas, pensar em um projeto tático e estratégico para o Movimento. Um projeto sério e concreto, onde devemos mapear nosso tamanho real (Quantos, Quais, Onde são nossos Grêmios, UMES e nossos espaços em geral), planejar nosso crescimento e vencer cada desafio colocado a nossa frente. Devemos também reavaliar nossas posições políticas na UBES e ampliar nossas discussões com as outras forças, coisa que não conseguimos fazer nessa gestão como queríamos, pois as forças estavam ausentes, já que só assim, aumentaremos nossa rede de influências e teremos, quem sabe, mais companheiros, dispostos a construir um novo Movimento Estudantil.
Nesse contexto de organização devemos sanar coletivamente um problema central: a falta de estrutura financeira da Mudança. Esse problema nos atrapalhou muito durante os processos de construção do CONEG, nas etapas estaduais do CONUBES e principalmente na etapa nacional. Para isso temos que construir uma forma coletiva de sanar isso nos estados. Por não termos mandatos a inteira disposição para nos apoiar, nem um Partido e/ou uma corrente para nos dar o suporte necessário temos quase que obrigação militante e coletiva sanar esse problema.
Enfim, devemos nos organizar, para construir a UBES! 2010 vai ser um ano de muita luta e polarização entre a esquerda e a direita do país. Teremos que defender o uso dos recursos do Pré Sal para o povo brasileiro, repensar o modelo do Ensino Médio e ainda teremos que nos desdobrar para acompanhar as lutas regionais. Além de focarmos nas pautas da UBES temos a tarefa de levar mais pautas ao debate, pautas essas que também são prioridade, como o Combate ao Machismo, Combate ao Racismo, Educação Ambiental e Políticas Públicas para a Jiventude, principalmente na área de educação, pois nesta gestão foi feito um documento base da Nova Escola, pouco propositiva ou realmente transformadora. Queremos uma UBES que proponha mais, questione mais, represente mais! Essa gestão também será responsável pela Construção das Sedes da UNE e da UBES, cabe a@s Nov@s Diretores da Mudança na UBES fiscalizar e cobrarem mais transparência neste processo, para que a UBES não seja vítima de mais denúncias.
Por fim, queremos nos despedir da UBES com a sensação de dever cumprido, mas sabendo, que muita luta ainda virá! Foi extremamente gratificante estar a frente de um projeto que ganha cada vez mais militantes engajados e revolucionários!
Saudações Mudancistas,

***Camila Moreno, ex vice-presidente da UBES.
***Marcello Barbosa, ex diretor de PPJ da UBES.

Lula é o Cara!!!

"Lula trouxe auto-estima e esperança aos brasileiros", diz Marta à BBC

Reportagem de Gary Duffy, a partir de São Paulo, para a BBC News , apresenta o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu último ano de governo, como o líder que comanda o palco político no país, tendo uma popularidade de causar inveja à maioria das outras lideranças mundiais.

Para entender a dimensão dessa liderança de Lula, o repórter entrevistou Marta Suplicy (prefeita de São Paulo entre 2001 e 2004), Fernando Henrique Cardoso (Presidente por dois mandatos, de 1995 a 2002) e também foi ao cinema, ouvir quem saia da sala de exibição do filme.

Marta Suplicy fala sobre a importância do governo Lula para os brasileiros e suas realizações para tornar melhor a vida do povo, em fatos e números reais.

"Além de aumentar o salário mínimo, criar 12 milhões de novos empregos e manter a inflação controlada, eu diria que o Presidente Lula melhorou significativamente a auto-estima dos brasileiros", disse Marta à BBC News.

"Vinte e um milhões de brasileiros deixando a pobreza é uma coisa e tanto. O povo hoje come muito melhor, tem melhores condições de vida e mais esperança. Eu diria que uma das coisas mais importantes é a esperança e a auto-estima que o Presidente Lula trouxe para o povo brasileiro", continua Marta.

Acesse SigaMPost e confira íntegra deste texto; acesse reportagem da BBC News

*****Visite MPost em: http://www.sigampost.com.br/?xg_source=msg_mes_network

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

2010: Muito Emprego no Nordeste!

Nordeste deve ser um dos maiores geradores de emprego em 2010, diz ministro

São Paulo - O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, afirmou hoje (11) durante visita ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, na grande São Paulo, que a Região Nordeste deverá ser uma das maiores responsáveis pela criação de praticamente 2 milhões de empregos em 2010.

"O Nordeste tem crescido acima da média e acredito eles serão o segundo maior gerador de empregos este ano, perdendo apenas para São Paulo, que cria entre 30% e 35% dos empregos do país".

Lupi afirmou que o setor de serviços deve puxar este crescimento pois o mercado interno brasileiro está aquecido. Para o ministro, o programa Minha Casa, Minha Vida, impulsionará o setor da construção civil.

"Este programa está deslanchando. Acredito que a construção civil ficará em segundo lugar, perdendo apenas para o setor de serviços. Depois, penso que os metalúrgicos e comércio e agricultura serão mais beneficiados", completou.

Para Lupi, que também estava acompanhado pelo senador Eduardo Suplicy (PT), 2010 "será o melhor ano dos dois governos do presidente Lula".

"Sou muito otimista. Acho que 2010 será excelente para todos".

Segundo o ministro, a redução da jornada de trabalho deve ser aprovada ainda no primeiro semestre deste ano.

"O Michel Temer já está formando uma comissão dos que são contra e a favor da redução. Acredito em uma votação ainda neste semestre".


*****Fonte: Ivy Farias - Agência Brasil

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Recordar é Viver... Boris Casoy Colaborou Com a Ditadura!

Pois é... Boris Casoy se descuidou e lembrou do passado...

Ao humilhar os garis, este senhor lembrou de seus velhos tempos de mocidade, terror e crimes...

Quando ele ainda jovem era do CCC (Comando de Caça aos Comunistas), Movimento de extrema direita da época da Ditadura que perseguia os militantes de esquerda da época e colaborava com o Regime Militar. Boris, tuas mãos têm sangue!

Vejam as Provas nesta antiga Revista "O Cruzeiro":

Clique nas Imagens para amplia-las:








*Fonte das Imagens: Blog Cloaca News


Assista o Video Onde Boris Casoy Humilha Garis!

Compare e Comprove! PT é Número 1!!!

Comparando PT e PSDB....

1 º Nos tempos de FHC, o Risco Brasil estava em 2.700 pontos. Nos tempos de Lula, 200 pontos.

2º O salário mínimo quando Lula assumiu a Presidência da República, em 2003, estava em 64 dólares. Agora, está entre 290 e 300 dólares.

3º O dólar que valia R$ 3, agora vale R$ 1,78. FHC não pagou a dívida com o FMI. Lula pagou-a em dólar.

4º A indústria naval, tão importante para o desenvolvimento do País, FHC não mexeu. Lula reconstruiu.

5º FHC não construiu nenhuma nova universidade. Lula construiu dez novas universidades federais. Quanto às extensões universitárias, no governo do tucanato não houve nenhuma. No governo Lula foram 45.

6º As escolas técnicas foram esquecidas na era FHC. Ele não construiu uma sequer. Lula construiu 214.

7º No campo da economia, as reservas cambiais no governo FHC foram 185 bilhões de dólares negativos. No governo Lula, 239 bilhões de dólares positivos.

8º O crédito para o povo/PIB no governo tucano foi de apenas 14%. No governo Lula, com as políticas anticíclicas, alcançou 34%.

9º Em relação à infraestrutura, FHC não construiu nenhuma estrada de ferro. Pelo contrário, as privatizou. No governo Lula, três estão em andamento.

10º Quando Lula assumiu o governo, 90% das estradas rodoviárias estavam danificadas. Agora, 70% estão recuperadas.

11º No campo da indústria automobilística, na era FHC, 20% em baixa. Na era Lula, 30% em alta.

12º Nos oito anos em que FHC presidiu o País, houve quatro crises internacionais, que arrasaram o Brasil. Na era Lula, foi enfrentada uma grande crise, que o Brasil superou em razão das reservas acumuladas e das políticas anticíclicas empreendidas pelo governo.

13º O cambio no governo FH era fixo, e estourou o Tesouro Nacional. No governo Lula é flutuante, com ligeiras intervenções do Banco Central.

14º A taxa de juros Selic atingiu na era FHC incríveis 27%. No governo Lula chegou ao seu menor percentual desde quando foi criada, em 1983, 8,5%.

15º A mobilidade social no governo tucano foi de apenas 2 milhões de pessoas. No governo Lula, 23 milhões de pessoas saíram da linha de pobreza.

16º FHC criou apenas 780 mil empregos em oito anos. Lula criou 12 milhões.

17º O governo tucano nada investiu em infraestrutura. Com o PAC Lula pretende investir R$ 504 bilhões até 2010.

18º Por fim, no mercado internacional, o Brasil, no governo FHC não teve crédito. No governo Lula, o País foi reconhecido como investment grade pelas três maiores agências de classificação de risco internacionais. Ou seja, deixamos de ser um país em que o capital externo só entrava para especular para ser um país de investimentos.

Estes dados não foram inventados por mim, muito menos por algum petista ou pelo governo. São da conceituada revista britânica The Economist.

Estas são as comparações que os tucanos querem evitar a todo custo na peleja de 2010.

*****FONTE: The Economist

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Cadeado nos Bens de Funcionários Públicos!


Justiça Bloqueia Bens de 4 Ex-Funcionários

Réus faziam parte do primeiro escalão da gestão anterior de Armando da Farmácia e são acusados de mau uso do dinheiro destinado para pequenos gastos de escritório

O prefeito de Itaquaquecetuba, Armando Tavares Filho (PR), o Armando da Farmácia, retoma hoje o comando da cidade após 20 dias de férias no Nordeste e terá de explicar uma decisão da Justiça local que atinge diretamente o seu governo. O juiz Ricardo Tseng Kuei Hsu concedeu liminar em ação civil pública movida pelo Ministério Público de São Paulo e decretou a indisponibilidade dos bens de Venício Tinoco Sardinha, ex-secretário de Segurança Pública; de Cíntia Benites da Costa, ex-diretora de Departamento da pasta; de Marcos Aurélio Gonçalves da Silva, ex-chefe de Gabinete do prefeito, e de Rogério Azevedo de Oliveira, ex-diretor de Departamento da Secretaria de Governo.

Os dois secretários e diretores atuaram no primeiro mandato de Armando da Farmácia, mas não participam do segundo governo. Segundo assessores diretos do prefeito, Sardinha e Marcos Aurélio alegaram motivos pessoais para se afastar. Tais motivos podem estar ligados à investigação da promotoria que acusou os réus pela prática de improbidade administrativa, pois teriam montado um esquema pelo qual realizavam compras de empresas fantasmas.

A ação julgada liminarmente pelo juiz Kuei Hsu na semana passada é resultado de um inquérito civil aberto em 2008 após denúncia feita por um microempresário da cidade. Ele informou à promotoria que o CNPJ de sua empresa vinha sendo utilizado por uma firma supostamente fantasma. Durante a investigação, o promotor de Justiça Dênis Fábio Marsola reuniu provas de que os quatro então integrantes da administração municipal realizaram, nos anos de 2007 e 2008, supostas compras totalizando cerca de R$ 173 mil junto a quatro empresas fantasmas, que emitiram notas fiscais falsas referentes a despesas com materiais de limpeza e de escritório e de bens de uso rotineiro da administração pública. Os fatos também foram apurados por auditoria do Tribunal de Contas do Estado.

Segundo a ação, todas as despesas ocorreram por meio do chamado "regime de adiantamento", que consiste em dinheiro passado pelo prefeito a pessoas que exercem altas funções na prefeitura para pagamento de despesas de pequena monta ou de urgência, para posterior prestação de contas. Segundo o promotor Marsola, a compra por adiantamento tem a finalidade de desburocratizar a Administração Pública em determinadas situações. No entanto, tal procedimento teria sido desvirtuado pelos investigados, que não souberam fazer uso correto do dinheiro a eles entregue.

Ainda de acordo com o procedimento da promotoria, não ficou comprovado que os produtos adquiridos foram efetivamente entregues à prefeitura. A indisponibilidade dos bens dos réus foi deferida para garantir ressarcimento aos cofres públicos (com juros e correção monetária) de todo o dinheiro supostamente desviado. A reportagem procurou os quatro acusados para saber de suas versões para o caso, mas a Secretaria de Administração e o Departamento Pessoal da prefeitura disseram não ter autorização do prefeito para informar os telefones dos réus. Armando também não retornou as ligações.

*****FONTE: www.diariodoaltotiete.com.br

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Nota Pública do Movimento Mudança Sobre o 38º CONUBES


AVALIAÇÃO DO 38° CONGRESSO DA UBES

O Movimento Mudança vem a público fazer uma avaliação do 38° Congresso da União Brasileira dos Estudantes, que ocorreu entre os dias 10 e 13 de dezembro, na cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, reunindo quase mil estudantes secundaristas, que elegeram o manauara Yann Evanovick para presidir a entidade nos próximos dois anos.

A última gestão da UBES foi responsável pela construção de muitas lutas importantes para a educação e a sociedade brasileira e a atuação do Movimento Mudança foi de grande importância para a realização de todas elas, como a atuação da UBES no Dia Internacional da Mulher, na Avenida Paulista, realizada em conjunto com outras entidades do Movimento Social. A realização de dois Conselhos de Entidades Gerais, que aprovaram transformações importantes no estatuto da UBES, que democratizaram a participação de estudantes no Congresso da entidade. A Blitz do Senado que repercutiu nacionalmente, as grandes manifestações que ocorreram no Brasil inteiro, incluindo as que pediam o meio-passe para os estudantes de Belo Horizonte.

O Movimento Mudança não só construiu a UBES nos últimos anos, como a luta de base do movimento estudantil secundarista, participando com intensidade e qualidade das entidades estaduais, municipais e grêmios por todo o Brasil, realizando um debate participativo com os estudantes acerca da importância da luta, incentivando e estimulando-os a participar das decisões e mobilizações realizadas pelas entidades estudantis.

Sabemos que todas as lutas, atividades e mobilizações que a UBES realizará nos próximos anos só acontecerão se acompanhadas de conscientização de muitos estudantes, que só realizaremos com várias correntes de pensamento organizadas, com condição de influenciar e mobilizar muitos estudantes por todo o país. A situação da UBES, porém, não ajuda no seu poder de aglutinação durante a gestão, deixando a entidade cada vez mais polarizada entre gestão e oposição e cada vez menos participativa e democrática.

O que ocorreu no 38° Congresso da UBES não refletiu em nada o que foi a construção do movimento estudantil secundarista nos últimos anos, demonstrando mais uma vez, que um Congresso além de não representar a realidade das escolas brasileiras, é grandemente influenciado pelos acordos e poder financeiro das correntes políticas.

O que muito nos surpreendeu foi a postura da Kizomba/DS, que revestida da bandeira de “Uma Nova Cultura Política”, representou a pior das culturas, se aliando à Para Todos/CNB, em troca de acordos partidários, garantindo um assento na mesa diretora da entidade para a Para Todos/CNB, contrariando a política que fazem, ou apenas dizem fazer. Sustentaram a perspectiva de um Movimento Estudantil que não representa a base que não é militante, já que as duas correntes, mesmo ocupando cargos da direção da UBES, sequer participavam das reuniões da diretoria da entidade, das atividades ou passeatas. A Kizomba/DS justificou a organização desse bloco através de um frágil discurso, sobre a unidade da Juventude do Partido dos Trabalhadores, que sequer cogitaram no Congresso da UNE, em que preferiram uma aliança com a força majoritária do que com as forças que se referenciam no PT, demonstrando que buscam apenas espaço e cargos no Movimento Estudantil, sem qualquer linha política, muito aquém da "Nova Cultura Política" que pregam.

A UBES enfrentará nos próximos dois anos, grandes desafios, entre eles a tarefa de repensar o modelo do novo ensino médio, a conquista dos royalties do pré-sal para a educação brasileira, a aprovação do meio-passe em Belo Horizonte, a conscientização ambiental que deverá ser feitas nas escolas e a democratização do ingresso a universidades públicas. Mais do que nunca, será fundamental a unidade do campo popular democrático, em prol de uma UBES cada vez mais voltada para as bases do Movimento Estudantil Secundarista. O Movimento Mudança irá a luta por essas bandeiras e todas as outras que surgirem, pautando sempre a democracia, a ética e a luta para garantir o direito de todos os estudantes.


*****Direção Nacional do Movimento Mudança

Acesse: www.mudandoubes.blogspot.com

Vergonha...

Bóris Casoy, um serviçal do poder econômico é pego em flagrante delito

por Mario Augusto Jakobskind

Qual a moral que tem o senhor Bóris Casoy depois de ser defenestrado em pleno noticiário? Casoy, um antigo militante do Comando de Caça aos Comunistas (CCC) saiu-se com a seguinte jóia do pensamento elitista ao ver e ouvir mensagem de dois garis desejando feliz ano novo aos telespectadores: "Que merda... Dois lixeiros desejando felicidades do alto das suas vassouras. Dois lixeiros! O mais baixo da escala do trabalho". E ao fundo alguém gritou para avisar que o áudio estava no ar, interrompendo a reflexão de Casoy: "deu pau, deu pau", ou seja, o áudio estava aberto, ou a merda estava feita.

No dia seguinte, o próprio Casoy pedia desculpas verbais pelo que tinha dito. De que adianta pedir desculpas e tudo ficar por isso mesmo? É o mesmo que o âncora tinha feito desmentindo sua participação no CCC nos anos 60. Desmentiu, mas na prática continuou defendendo os valores do Comando.

O episódio revelou uma faceta do pensamento de parte significativa da elite brasileira, que tem um profundo menosprezo aos trabalhadores de um modo geral, em especial aos que exercem atividades como a dos garis.

Casoy é um digno representante de um segmento das elites, de natureza racista e preconceituosa. É do mesmo time de um jornalista que escreveu um livro dizendo que no Brasil não há racismo e hoje na TV Globo cuida diretamente de todo o noticiário sobre o candidato preferencial da emissora, o senhor José Serra. Em outras palavras, tudo que sai sobre Serra na Rede Globo passa antes pelo crivo de Ali Camel, segundo informam espiões benignos.

É uma vergonha que a TV brasileira seja ocupada por profissionais de imprensa que babam ódio, como Casoy, a qualquer tipo de manifestação das classes populares. Volta e meia, o próprio âncora da Bandeirantes é acionado para criminalizar de forma grosseira o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e qualquer outro movimento social. Ele fala com satisfação, tal como um mlitante ativo do CCC nos anos 60.

Os comentários contra os movimentos sociais são exatamente da mesma natureza que as reflexões feitas por Casoy sobre os garis. É o real pensamento de parte da elite brasileira, que não se conforma com o fato de o Brasil e a América Latina estarem em processo de transformação.

Casoy e outros do gênero, como, por exemplo, Arnaldo Jabor, são pagos para babarem ódio contra tudo que se aproxima de movimentos que visam tornar o país mais justo e igualitário.

Por estas e muitas outras é preciso mostrar aos brasileiros que o manipulado noticiário jornalístico das principais emissoras de televisão faz parte do jogo da dominação. Nada é por acaso, mesmo a reflexão do senhor Casoy ao expor o seu verdadeiro pensamento de servidor incondicional do poder econômico.

O âncora poderá ser gradativamente jogado fora pela cúpula da Band, porque pega mal para ela mostrar uma verdade que diariamente os bi-shots midiáticos tentam maquiar de forma sofisticada para iludir os telespectadores.

Será que o Sinidicato de Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo e a Federação Nacional dos Jornalistas não vão se pronunciar sobre um fato que fere a ética dos profissionais de imprensa?

Veja o Video: http://www.youtube. com/watch? v=f_E4j7vi3js

*****FONTE: Blog "Vi o Mundo"

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Jardim do Carmo Está Sem Coleta de Lixo!!!

Jardim do Carmo está sem coleta de lixo

O que se vê pelas ruas são sacos de lixo acumulados nas casas

Moradores do Jardim do Carmo, em Itaquá, estão há uma semana sem coleta de lixo. Com a passagem do Natal, os resíduos produzidos por pelo menos oito ruas do bairro aumentaram. As calçadas estão tomadas por sacos plásticos, a maior parte deles rasgada pelos cachorros. A prefeitura e a empresa de coleta Pajoan não informaram quando pretendem resolver o problema. Quem circula pelas ruas Bauru, Lindóia, Ferraz de Vasconcelos e adjacências percebe a sujeira aparente. Existem diversos tipos de detritos, do orgânico ao reciclável, que estão desde a véspera de Natal à espera do caminhão de coleta. Os moradores não querem nem pensar na hipótese de reter os sacos plásticos dentro de casa, pois o mau cheiro incomoda e o risco de contrair doenças é iminente. "Moro em um sobrado aqui na rua Bauru e da minha janela dá para ver que o problema é no bairro inteiro", reclamou o comerciante Joelson Souza Miranda, de 54 anos. De acordo com Miranda, até novembro deste ano, o lixeiro passava no Jardim do Carmo um dia sim e outro não.

Desde dezembro, a frequência mudou para apenas uma vez por semana, às quintas-feiras. "Isso é ruim, pois agora com as festas de fim de ano, a tendência é aumentar o lixo".
O bairro fica próximo a rodovia Henrique Eroles (SP-66) e, de acordo com Miranda, que reside na região há 15 anos, esta é a primeira vez que a situação se agrava. A reportagem do DAT foi até o local e registrou o descaso. Em cada porta de residência há pilhas de lixo e as lixeiras estão lotadas. Nos terrenos baldios, mais caixas de papelão e garrafas plásticas descartáveis. Em uma das casas, o proprietário não tem mais onde despejar e utiliza a mureta do relógio de luz como espaço provisório até que algum caminhão recolha o material.

Outro lado

A prefeitura foi questionada se tinha conhecimento dos problemas no Jardim do Carmo e quando a situação se normalizará, mas, até às 17 horas de ontem, a Assessoria de Imprensa do prefeito em exercício Adilson Achando (PSDC) não se manifestou.

A Empreiteira Pajoan também foi procurada, mas não retornou as ligações da reportagem até o fechamento desta edição. (D.F.)


*****FONTE:http://www.diariodoaltotiete.com.br/materia.aspx?id=26806

Ocorreu um erro neste gadget

Simplicidade é Tudo...

Simplicidade é Tudo...
A Complexidade é Simples...