sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Ser Jornalista...

Ser Jornalista... 
Jornalista não fala - Informa...
Jornalista não vai à festas - Faz coberturas...
Jornalista não acha - Tem opinião...
Jornalista não pára - Pausa
Jornalista não chora - Se emociona...
Jornalista não some - Trabalha em off...
Jornalista não lê - Busca a informação...
Jornalista não briga - Debate...
Jornalista não usa carro - Mas sim veículo...
Jornalista não passeia - Viaja a trabalho...
Jornalista não conversa - Entrevista...
Jornalista não é chato - É crítico...
Jornalista não tem olheiras - Tem marcas de guerra...
Jornalista não se confunde - Perde a pauta...
Jornalista não se acha - Ele já é reconhecido...
Jornalista não é influencia - Forma opinião...
Jornalista não omite fatos - Edita-os...
Jornalista não pensa em trabalho - Vive o trabalho...
Jornalista não é esquecido - É eternizado pela crítica...
Jornalista não morre - Coloca um ponto final.
Autor Desconhecido
Abaixo-assinado de cidadãos em apoio às PECs do diploma de jornalista 

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Os Bons Morrem Jovens, mas os Super Bons Morrem Velhos...

Ontem dia 27 de setembro, faleceu meu avô materno D. Floriano Rodrigues de Araújo, simplesmente a figura que sempre norteou minhas ações e meu caráter, mesmo estando longe geográficamente, sua presença sempre foi real na minha vida...

Cresci vendo ele muito pouco, a cada dois anos eu o visitava em sua velha casa em seu velho sitio na Paraíba, passava por lá alguns meses e voltava, mas graças a minha mãe, cresci ouvindo suas histórias, seus "causos", engraçados e as vezes trágicos, mas acima de tudo era a figura que me espelhei e e espelho esse tempo todo.

Homem simples, calmo, manso, tinha a humildade e a hombridade que poucos têm, sempre foi um exemplo para todos e para aqueles que não o tinha como exemplo, era por quê o invejava... Tolerante, respeitava o próximo, mas também quando irritado se tornava um Furacão! Autodidata, mesmo em seus mais de  90 anos, se tivesse um livro ou revista, ou jornal próximo, ele fazia questão de ler, se fosse um livro de história, muitas vezes sentava em sua cadeira de balanço e passava um bom tenpo folheando-o, o mais engraçado é saber que ele viveu praticamente todo o século XX e viu o Brasil mudar a cada dia que se passou. Minha mãe conta que ele sempre falava da Reforma Agrária...

Em dezembro ele completaria 98 anos, dos quais desde os 10 anos de idade nunca parou de trabalhar...

Seu pai, meu Bisavô Cesoster, morreu muito cedo e meu avô teve a função de assumir a resposnsablidade se seus irmãos e irmãs, como o irmão mais velho, cuidando de todos inclusive de sua mãe a Cícera. Depois de criar seus irmãos e irmãs, passou ceca de dez anos e se casou, neste casamento teve 14 filhos, dos quais 07 sobreviveram, mas sua marca foi educar cada um deles sem nunca levantar sua mão contra eles, pelo contrário educou cada filho e filha com o peso de suas palavras...

Como avô, sempre foi carinhoso, atencioso e brincalhão, era o típico avô que contava histórias da sua época! Como bisavô mantinha a mesma linha... Eu queria que ele tivesse me dado de presente um bezerro! Mas eu morava em SP e nunca poderia er trazido um bezerro para cá! rsrsrs!

Quero falar dele para meus filhos, quero que meus filhos falem dele para meus netos, quero que meus netos falem dele para meus bisnetos, quero que ele não se perca no tempo... Minha familia é grande, ou melhor enorme, muito misturada (afinal sou filho de primos!), mas sem duvida com o falecimento do meu avô, meus laços de sangue mais estreitos hoje são da minh mãe e da minha irmã, e já que meu avô se foi, penso que devo cuidar delas...

Ele partiu, sorte dos Deuses de tê-lo agora um homem desta estirpe nos céus! A Familia e os amigos perdem um exemplo de vida, perseverança e força, mas a melhor forma de mantê-lo vivo é preservando suas histórias, sua memória e não desonrando seu legado!

Meu avô não morreu, ele partiu, um dia nos encontraremos, mas ele continuará vivo em nossas lembranças, com seu legado que poucos homens têm, o legado da Hombridade e da Retidão. Se eu conseguir ter um terço das virtudes dele, estarei feliz... 

Marcello Barbosa.

sábado, 24 de setembro de 2011

Poesia de Sábado: "O Amor"

Nota do Blogueiro: Eu te observo e você nem sabe o quanto...
O Amor

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de *dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pr'a saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar..

Fernando Pessoa

Artigo: "Hora de determinação e ousadia"

NOTA DO BLOGUEIRO: Excelente Artigo de nossa Presidente Dilma Roussef publicado no Financial Times

Hora de determinação e ousadia

Por Dilma Roussef

Vivemos dias turbulentos. A crise financeira de 2008 não acabou, especialmente nas economias avançadas. Com o crescimento ainda fraco, estes países tem adotado políticas monetárias extremamente expansivas, em vez de buscar um maior equilíbrio entre estímulos fiscais e monetários. As economias emergentes têm sustentado o ritmo de crescimento, mas não podem assumir o papel de motores globais sem ajuda.

Economias que emitem moeda estão gerenciando a liquidez internacional sem considerar o bem coletivo. Estão recorrendo a taxas de câmbio subvalorizadas para garantir sua fatia dos mercados globais. Esta onda de desvalorizações unilaterais cria um círculo vicioso que leva ao protecionismo no comércio e nas taxas de câmbio. Isso tem efeitos devastadores para todos, mas especialmente para os países em desenvolvimento.

O grande desafio para os próximos anos é tratar da dívida soberana e dos desequilíbrios fiscais em alguns países, sem parar — ou reverter — a recuperação global.

Só o crescimento econômico, baseado em distribuição de renda e inclusão social, pode gerar os recursos para pagar a dívida pública e cortar déficits. A experiência da América Latina nas últimas décadas mostra quanto a recessão traz em perda de produção, aumento das desigualdades sociais e desemprego.

Se pretendem superar a crise, as maiores economias do mundo deveriam dar sinais claros de coesão política e coordenação macroeconômica. Não haverá recuperação de confiança ou crescimento sem maior coordenação entre os países do G-20. É vital — para a Europa em particular — que se recupere o espírito de cooperação e solidariedade demonstrado no ápice da crise.

É por isso que o Brasil apoia o Quadro para Crescimento Forte, Sustentável e Equilibrado do G-20, que precisa ser gerenciado por todos e para todos, sem exceção.

Outras iniciativas são necessárias no campo internacional: maior regulamentação do sistema financeiro, para minimizar a possibilidade de novas crises; redução dos níveis de alavancagem. Precisamos avançar com as reformas das instituições financeiras multilaterais, aumentando a participação dos países emergentes que agora têm a responsabilidade primária pelo crescimento econômico global.

É urgente combater o protecionismo e todas as formas de manipulação das moedas, que promovem competitividade espúria às custas de parceiros comerciais. O G-20 pode oferecer uma resposta coordenada, na qual as grandes economias ajustem políticas fiscais, monetárias e/ou de câmbio, sem medo de atuar isoladamente. Um sistema aberto de comércio global requer a sensação de confiança mútua.

Enquanto isso, ameaçados pela entrada de capital largamente especulativo e pela rápida e insustentável apreciação de suas moedas, os países em desenvolvimento que adotam taxa de câmbio flutuante, como o Brasil, são forçados a adotar medidas prudenciais para proteger suas economias e suas moedas nacionais. Não vamos sucumbir a pressões inflacionárias vindas de fora. Com firmeza e serenidade vamos manter a inflação sob controle, sem abrir mão do crescimento econômico, que é essencial se vamos promover a inclusão social. Nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável e a estabilidade dos preços não é negociável e a sintonia de nossa política econômica sempre vai trabalhar com este objetivo.

Quanto às políticas de longo prazo, o Brasil reconquistou a capacidade de planejamento em campos como a energia, o transporte, o setor habitacional e o saneamento, ao redefinir o papel do estado no desenvolvimento da infraestrutura social.

A descoberta de grandes reservas de petróleo em águas profundas vai abrir um novo ciclo de industrialização, especialmente nos setores naval, petroquímico e de bens de capital; também vai permitir ao Brasil criar um fundo especial para investir em políticas sociais, científicas, tecnológicas e culturais.

O país fortaleceu as empresas estatais como a Petrobras, a Eletrobras e os bancos públicos para induzir o desenvolvimento. Através de mecanismos de defesa comercial, apoiados nas regras da Organização Mundial do Comércio, o Brasil não vai permitir que sua indústria seja ameaçada pela competição injusta.

O Brasil também tem compromisso com a luta contra o desmatamento, especialmente na Amazônia; com a promoção da agricultura sustentável; com o fortalecimento de uma matriz energética variada. Estou convencida da necessidade de consolidar estas conquistas, assim como estou certa de que temos responsabilidade pelo reequilíbrio da economia mundial. É hora de os líderes globais agirem com determinação e ousadia. É isso o que o mundo espera de nós.

*Dilma Roussef, é Presidente da República Federativa do Brasil.

Pressão no Congresso pelas PECs dos Jornalistas será dia 5 de outubro!

A Executiva da FENAJ e o GT Coordenação Nacional da Campanha em Defesa do Diploma decidiram antecipar para dia 5 de outubro a mobilização no Congresso Nacional, em Brasília, para pressão sobre os parlamentares pela imediata aprovação das PECs dos Jornalistas. No mesmo dia haverá ato de reinstalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Diploma.

A reinstalação da Frente no dia 5 de outubro já está sendo preparada pelo gabinete da deputada Rebecca Garcia (PP/AM), autora da proposta, sob o acompanhamento da FENAJ. A entidade convocou os Sindicatos de Jornalistas a enviarem pelo menos um representante para Brasília no dia de mobilização. Representantes do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal e da FENAJ também buscam ampliar o movimento com a participação de profissionais e estudantes de Jornalismo de Brasília.

Outro pedido da Federação aos Sindicatos de Jornalistas e entidades apoiadoras do movimento foi de que ampliem ou renovem os contatos com os parlamentares dos seus estados para que assinem o pedido de imediata entrada da PEC 386/09 na pauta de votação da Câmara, bem como de que busquem obter a tendência de voto de cada deputado com relação à proposta.

Líder do governo no Congresso recebe jornalistas
 
O novo líder do governo Dilma Roussef no Congresso Nacional, senador José Pimentel (PT-CE), que também subscreveu o requerimento pela reinstalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Diploma, confirmou, na semana passada, que receberá uma comitiva de dirigentes sindicais dos jornalistas no dia 6 de outubro para tratar da tramitação das PECs do diploma na Casa e na Câmara dos Deputados. Com a antecipação da agenda do movimento, representantes dos jornalistas buscam antecipar, também para o dia 5, a audiência com o líder do governo.


ASSINE O ABAIXO ASSINADO ON LINE!
*Fonte: FENAJ

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Alimentos em extinção

Extinção é o total desaparecimento de espécies ou subespécies. E sempre que ouvimos essa palavra, logo nos vêm à cabeça os animais. Mas, você sabia que existem mais de 750 produtos alimentícios com risco de extinção em 48 países?

O levantamento feito pela ONG internacional Slow Food desde 1996 e batizado de Arca do Gosto diz que as principais razões que levam o alimento à zona de risco são: perda da tradição no modo de preparo; produção complexa; coleta não sustentável; localização do produto em área devastada; e desinteresse mercadológico, que fazem com que produtores desistam de cultivar determinadas espécies.

A nutricionista Neide Rigo, membro da comissão brasileira que analisa a entrada de produtos na lista negra, diz: “Além do risco de sumir do mapa, para estar na lista o alimento deve ter excelência gastronômica (rico em cheiro, sabor e textura), estar ligado ao contexto e à memória de uma comunidade, ser feito de modo artesanal e, de preferência, sustentável”.

Vejam alguns dos alimentos com risco de extinção no Brasil: 

Umbu
Arroz vermelho
Néctar de abelha
Castanha de baru
Palmito-babaçu
Pirarucu
Pequi
Pinhão
Babaçu

sábado, 17 de setembro de 2011

As virtudes no Tarot

Nota do Blogueiro: Achei na Internet este excelente texto sobre as Virtudes do Tarot. Compartilho com vocês...

As Virtudes do Tarot

As virtudes. Elas são apontadas por Platão,como uma parte da vida humana que são os traços desejáveis para uma boa vida e um bom convívio com as pessoas. São a base para o que é Bom,Belo e Verdadeiro. E através das virtudes,o homem passam a ter uma vida sólida e próximas da Ética e da Estética.

As virtudes são amplamente descritas por diversos filósofos,em diferentes tempos e sociedades,e sempre se caracterizam pela força que dão à existência da humanidade.
De Platão aos filósofos cristãos,elas se descrevem e podem ter nomes que vão de Diligência à Vigilância.

No tarot,como um sistema imagético padronizado,mais ou menos entre os séc. XV e XVI,as virtudes se encontram representadas. A Força,A Justiça e a Temperança,conhecidas como as Virtudes Cardinais,estão inclusive próximas nos decks. E seus significados continuam presentes e mostrando sua importância no caminho do conhecimento pessoal.

Existe,porém,uma quarta virtude que não existe nominalmente no tarot. A Prudência.

Há quem diga que ela reside no Enforcado e que a suspensão dele nos aponta a paciência e a análise cerebral que a prudência pede. Porém,ao meu ver,essa não é uma discussão terminada.

Nesses anos,eu tenho percebido que virtude chama virtude. Quando uma delas aparece num jogo,numa leitura ou numa meditação,acabam por chamar as outras. Tenho a impressão que,quando passamos a viver com a regência da Justiça,por exemplo,ela chama nossa atenção para as outras e assim segue,para que possamos nos estruturar como pessoas. Que tenhamos vontade de viver (Força),que tenhamos a consciência de quem e como somos (Temperança) e assim possamos conhecer nosso lugar e nosso dever (Justiça).

E a Prudência? Bom,prudência,dinheiro no bolso e canja de galinha não faz mal a ninguém! Quero dizer,façamos o que façamos,que seja sempre bem pensado,cogitado,pesado e medido…Será que se fizermos isso olhando pela perspectiva do Enforcado,não estamos fazendo isso de um jeito paciente e tranquilo como não costumaríamos?

Virtudes para pensar.

Virtudes para viver. Para bem viver!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Oportunidades de Estágio e Trainee 2012

 

Já começaram as inscrições para os Programas de Estágio e Trainee com início em 2012. São diversas oportunidades oferecidas por grandes empresas. Vale a pena se candidatar. Confira:


Programas para Trainees
 
Programa Trainee 2012 para o grupo JBS

A JBS é a maior empresa em processamento de proteína animal do mundo, atuando nas áreas de alimentos (carnes, lácteos e derivados), couro, biodiesel, colágeno, latas, reciclagem e transportadora. Tem como objetivo atrair talentos com potencial para assumir posições estratégicas na produção, com foco em modernização da gestão, aprimoramento da capacidade analítica e paixão por desenvolver-se.

O programa será realizado na Divisão de Carnes, com foco em produção de Carne Bovina, In Natura e Industrializados, distribuídas em 37 unidades em todo país. O grupo busca trainees com desejo em fazer carreira na produção (Supervisão, Coordenação e Gerência Industrial) em uma de suas fábricas. Saiba mais.


Programa de Trainee FIAT
A FIAT abriu 13 vagas para o seu programa de trainee. Os cursos participantes são administração de empresas, desenvolvimento de sistemas, banco de dados, ciências contábeis, psicologia, sistemas para internet, sistema de informação, comunicação social (jornalismo e publicidade e propaganda), engenharias (elétrica, eletrônica, mecânica, mecatrônica, produção e software), entre outros cursos. As inscrições podem ser realizadas até 12 de setembro. Saiba mais.


Trainee Grendene
A Grendene, produtora de calçados, abriu 10 vagas para trainees nas áreas de marketing, engenharia de processos, comercial, industrial, recursos humanos e suprimentos. Para participar, o candidato deve ter se graduado entre julho de 2008 e dezembro de 2011, nos cursos de administração, comunicação social, direito, engenharia, pedagogia, psicologia, química e relações internacionais.
É necessário ter inglês intermediário e conhecimentos de espanhol. Os trainees terão contato com as marcas Melissa, Ipanema, Rider e Grendene Kids. As inscrições podem ser realizadas até 24 de outubro. Saiba mais.


Programas de Estágio
 
Programa de estágio “Mais Energia” Elektro

A Elektro, distribuídora de energia elétrica, abriu as inscrições para o seu Programa de Estágio “Mais Energia”. Serão oferecidas 30 vagas distribuídas nas cidades paulistas de Campinas, Atibaia, Limeira, Andradina, Itanhaém, Registro, Votuporanga e região. Para participar do processo de seleção o candidato deve cursar administração de empresas, estatística, ciências econômicas, sistemas da informação, análise de sistemas, jornalismo, relações públicas, propaganda e marketing, direito, psicologia e engenharias (mecatrônica, computação e telecomunicação). As inscrições podem ser realizadas até o dia 11 de setembro. Saiba mais.


Programa de estágio na Tetra Pak
A empresa abriu inscrições para o programa de estágio 2012. São 20 vagas nas áreas de comunicação, engenharias, finanças, jurídico, marketing, meio ambiente, produção, projetos, recursos humanos, supply chain, tecnologia da informação e vendas. Para participar da seleção, os candidatos devem estar matriculados em cursos de ensino superior ou técnico com conclusão prevista para 2012 ou 2013, ter inglês fluente e domínio de informática. As inscrições podem ser realizadas até o dia 15 de setembro. Saiba mais.

*Fonte: Portal Mais Estudo

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Drummond de Andrade Para Suavizar!

Entre o ser e as coisas

Onda e amor, onde amor, ando indagando
ao largo vento e à rocha imperativa,
e a tudo me arremesso, nesse quando
amanhece frescor de coisa viva. 

As almas, não, as almas vão pairando,
e, esquecendo a lição que já se esquiva,
tornam amor humor, e vago e brando
o que é de natureza corrosiva.

N´água e na pedra amor deixa gravados
seus hieróglifos e mensagens, suas
verdades mais secretas e mais nuas. 

E nem os elementos encantados
sabem do amor que os punge e que é, pungido,
uma fogueira a arder no dia findo. 

Carlos Drummonde de Andrade
Ocorreu um erro neste gadget

Simplicidade é Tudo...

Simplicidade é Tudo...
A Complexidade é Simples...