sexta-feira, 26 de abril de 2013

Partido dos Trabalhadores reúne prefeitos de São Paulo e se fortalece para o PED 2013

Deputado Federal Vicente Cândido retirou a candidatura à presidência estadual do PT para consolidar unidade do partido

Foto:Assessoria
"Tenho um compromisso com meus eleitores e meus projetos no Congresso. Não tenho como abrir mão”, reiterou o deputado

Lideranças do Partido dos Trabalhadores reuniram-se nesta quinta-feira (25) para buscar unidade que fortalece o PT no processo de eleições internas, que ocorre em novembro deste ano.

O ex-prefeito de Osasco, Emidio de Souza, que disputa como candidato da tendência Construindo um Novo Brasil (CNB), busca aproximação com as demais correntes do partido, como a Mensagem, o Novo Rumo e o PTLM.

Emidio de Souza dividia a pré-candidatura ao posto de presidente estadual do partido com o deputado federal Vicente Cândido, que tinha apoio de diversos setores do PT em São Paulo, mas decidiu retirar seu nome por entender que os compromissos com o congresso nacional exigem maior atenção este ano. “Houve um entendimento por parte do presidente Lula de que os próximos presidentes dos diretórios tivessem dedicação total no comando do Partido. Mas eu tenho um compromisso com meus eleitores e meus projetos no Congresso. Não tenho como abrir mão disso”, explicou o parlamentar.

O parlamentar faz parte da Comissão de Constituição e Justiça e da Comissão de Turismo e Desporto na Câmara Federal, ambas possuem projetos importantes de iniciativa do deputado, entre eles, o Novo Código Comercial, a Lei da Meia Entrada (aprovada esta semana) e o Proforte.

O presidente atual do PT no estado de São Paulo, Edinho Silva, afirmou que o partido terminou o processo de pré-candidatura fortalecido e unificado ao lançar como candidato o ex-prefeito de Osasco Emídio de Souza. “Ele se comprometeu a se dedicar exclusivamente ao partido”, informou Edinho ao final da reunião que também contou com a presença de Lula, e dos prefeitos da Grande São Paulo: Fernando Haddad (São Paulo), Luiz Marinho (São Bernardo do Campo), Jorge Lapas (Osasco), Carlos Grana (Santo André) e Donisete Braga (Mauá).

Após o processo do PED o PT deve iniciar a construção da candidatura à sucessão do governo do Estado de São Paulo para as eleições de 2014, uma das prioridades do partido para o próximo ano. "Primeiro unificamos o Partido, depois definimos o plano de governo nas caravanas que já estão acontecendo, só depois falaremos de candidatos ao posto de governador”, explicou. Segundo Edinho, o PT dispõe de excelentes nomes para a disputa como os ministros Mercadante, Padilha e Guido Mantega, mas ainda não é hora de decisões neste momento. De acordo com Edinho, a decisão fica para o segundo semestre. Agora, a prioridade é o próprio PT.  

Fonte: Site do Deputado Federal Vicente Cândido

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, Mas Não Desrespeite!!!
Me Reservo ao Direito de Não Publicar Comentários Anônimos Que Denigrem, Atacam ou Caluniam Terceiros.

Ocorreu um erro neste gadget

Simplicidade é Tudo...

Simplicidade é Tudo...
A Complexidade é Simples...