quinta-feira, 23 de maio de 2013

Itaquaquecetuba: Prepare uma avenida que a juventude quer passar!



Itaquaquecetuba: Prepare uma avenida que a juventude quer passar!

*Por Marcello Barbosa

Atualmente o Brasil possui um “bônus juvenil”, nunca em nossa história tivemos tantos jovens em nosso país, e isso se reflete em nossa cidade, Itaquaquecetuba.

Hoje quase um terço da população de Itaquaquecetuba é composta por jovens de 18 a 29 anos, um grupo social diferente e com necessidades diferentes. Com esse quadro é importante que a Prefeitura Municipal e também a Câmara dos Vereadores, comecem a discutir e fomentar com clareza e visão estratégica as políticas públicas para os jovens da cidade.

Mas afinal, o que é fomentar as políticas públicas de juventude?

O primeiro passo é o Poder Público Municipal (Prefeitura, Câmara e outros órgãos), enxergar as políticas públicas de juventude (PPJ's) como ação estratégica de desenvolvimento da cidade, avaliar que as necessidades da juventude são especificas. Nesta fase entre os 18 a 29 anos é o momento que o jovem está construindo os alicerces da sua vida adulta, onde ele assume responsabilidades.

Itaquaquecetuba deve seguir o exemplo do Governo Federal que desde 2005 entende que a juventude é uma condição social e  os jovens são sujeitos de direito, com esta concepção a cidade começa a criar, fomentar e fortalecer ações que garantam oportunidades para o jovem. A prefeitura começam a planejar e executar uma política pública para este grupo social, quebrando uma lógica histórica de afirmar que a juventude é o futuro, pois isso está errado, a juventude representa o presente, representa o agora.

A política pública voltada para a juventude é transversal, ou seja ela passa por diferentes demandas sociais, saúde, educação, habitação, esportes, segurança, etc. O Poder Público Municipal deve entender que a PPJ não deve se limitar apenas a um espaço da Prefeitura, mas a uma Política Afirmativa da Cidade articulada entre todas as Secretarias Municipais.

Nossa cidade possui todas as características para ser exemplo de desenvolvimento na região do alto tietê, os grandes empreendimentos que estão sendo feitos aqui são prova disso, mas precisamos de mais iniciativas públicas, começando pela educação com a  instalação do SESI (Serviço Social da Industria) em nossa Cidade, a luta pela ampliação de nossa FATEC e de nossa ETEC, além da construção de nosso IFSP (Instituto Federal de Tecnologia de São Paulo). É necessária a criação de uma política municipal que atraia cada vez mais empresas para nossa cidade e que propicie a inserção dos jovens no mercado de trabalho, além de incentivar e efetivar a Lei do Jovem Aprendiz. Alinhado a questão educacional é necessário o investimento em cultura e esportes na cidade.

Mas Itaquaquecetuba pode ir além. Não apenas fomentar o ingresso do jovem no mercado de trabalho, mas fomentar uma política de incentivo ao empreendedorismo e protagonismo juvenil com o objetivo de mudar a vida deste jovem mas também que este jovem seja responsável por ajudar no desenvolvimento de nosso município.

O jovem com seu espirito desbravador tendo o devido incentivo pode ser “ator principal” de um novo capítulo de nossa história elevando Itaquaquecetuba a categoria de município exemplo de nossa região.

*Marcello Barbosa é Estudante de Jornalismo e Blogueiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, Mas Não Desrespeite!!!
Me Reservo ao Direito de Não Publicar Comentários Anônimos Que Denigrem, Atacam ou Caluniam Terceiros.

Ocorreu um erro neste gadget

Simplicidade é Tudo...

Simplicidade é Tudo...
A Complexidade é Simples...