quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Funcionário da Prefeitura de Itaquaquecetuba recolhe Jornais que questionam o atual Governo

Uma velha prática foi ressuscitada por alguns funcionários da Prefeitura Municipal de Itaquaquecetuba, a prática da censura, da perseguição, e do jogo sujo contra a Imprensa.

Nesta terça-feira (18/11), após a distribuição da Edição desta semana do Jornal Contraponto, um homem utilizando um veículo da Prefeitura fez um verdadeiro "Recolhe", tirando dos prédios da Câmara Municipal, Prefeitura e das Secretarias de Administração, Assuntos Jurídicos e Mulheres, todos os exemplares do Jornal Contraponto e outros dois jornais que circulam na cidade, mas teriam notícias que a atual administração não gostaria que divulgasse., Por coincidência, os Jornais que forma recolhidos continham denuncias e matérias que questionavam o atual Governo.

Isso já havia acontecido com outro jornal em maio de 2013, o Jornal "Fala Itaquá" sofreu o mesmo tipo de perseguição. Conforme publicamos neste Link.

Esta "veia" autoritária do atual Governo existe desde a campanha eleitoral de 2012, quando o Partido do então candidato a Prefeito Mamoru Nakashima (PTN), me processou por causa de postagens em meu Blog (Veja aqui) e perdeu o processo pois não havia nada de ilegal postado (Veja Aqui).

É nojento ver esse jogo sujo e baixo. Vergonhoso.

Vejam a Nota do Jornal Contraponto sobre o assunto:

NOTA DE REPÚDIO

O Jornal Contraponto e o Portal do Alto Tietê vêem a público denunciar e repudiar a perseguição e o boicote sofrido nesta terça-feira (18/11). Após os exemplares da Edição 65 desta semana do Jornal Contraponto serem distribuídos na Câmara Municipal e Prefeitura, testemunhas afirmaram que um senhor se utilizando de um carro da Prefeitura recolheu todos os Jornais Contraponto que estavam no balcão de entrada da Câmara Municipal, no balcão da Prefeitura e no balcão do prédio que abriga as Secretarias de Administração, Mulheres e Assuntos Jurídicos. Além do Jornal Contraponto, outros dois jornais que circulam na cidade foram recolhidos. 

É lamentável esse tipo de ação contra a liberdade de imprensa, contra a liberdade de opinião e contra a democracia em si. 

O Jornal Contraponto não vai se calar, muito menos se omitir, continuará prestando o serviço de informar a população de Itaquaquecetuba e região de maneira isenta, além disso vai buscar mais informações referentes a este caso e vai recorrer a Justiça.

Itaquaquecetuba, 19 de novembro de 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, Mas Não Desrespeite!!!
Me Reservo ao Direito de Não Publicar Comentários Anônimos Que Denigrem, Atacam ou Caluniam Terceiros.

Ocorreu um erro neste gadget

Simplicidade é Tudo...

Simplicidade é Tudo...
A Complexidade é Simples...